Criada em 29/09/2019 às 12h55 | Comunicação

Grupo se une por sindicato rural mais forte, participativo e ligado às demandas da classe ruralista do Tocantins, afirma pecuarista

Engajado nas questões ligadas ao SRA, o pecuarista Wagner Martins Borges deve comandar a entidade no triênio 2020/2023. O atual presidente, Roberto Paulino, já anunciou que deixará a entidade e apoia Borges para presidir o Sindicato dos Produtores Rurais de Araguaína (SRA).

Imagem
Wagner Martins Borges: “O SRA defenderá o produtor, que é a nossa bandeira. Vamos, juntos, assumir as bandeiras e lutar pelas demandas dos produtores. Nosso grupo, a chapa se chamará “A casa do Produtor Rural”” (foto: Divulgação)


Clique no ícone acima e ouça a entrevista

 

Iniciado em Araguaína, no norte do Tocantins, um movimento de união dos produtores da cidade com objetivo de aumentar a representatividade da classe ruralista e fortalecimento da categoria. A união se daria em torno do Sindicato Rural de Araguaína (SRA), o maior do Estado. Engajado nas questões ligadas ao SRA, o pecuarista Wagner Martins Borges deve comandar a entidade no triênio 2020/2023. O atual presidente, Roberto Paulino, já anunciou que deixará a entidade e apoia Borges para presidir o SRA. 

Em entrevista ao Norte Agropecuário no Rádio, Borges falou sobre as articulações, planos e objetivos do grupo à frente do SRA. “Estamos unindo a categoria e montando a diretoria. Nossa meta é fazer um sindicato mais forte, mais participativo e mais ligado às demandas dos produtores rurais, que não são poucas”, disse.

OUÇA AS ÚLTIMAS EDIÇÕES DO NORTE AGROPECUÁRIO NO RÁDIO

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE WAGNER BORGES NO NORTE AGROPECUÁRIO

VEJA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O SINDICATO RURAL DE ARAGUAÍNA

Entre as medidas que pretende tomar caso assuma a direção da entidade, estão a criação de uma diretoria tecnológica, um departamento técnico mais atuante para resolver questões burocráticas, iniciativa para promover o retorno dos membros que estão afastados e filiar novos produtores, além de valorizar ainda mais os eventos, com destaque à participação dos membros do sindicato. “A diretoria tecnológica contará com técnicos e professores, por exemplo, de agronomia e zootecnia para atender as demandas dos produtores, com palestras e cursos. A ideia é uma gestão voltada ao lado técnico do produtor”, disse. “Pretendemos auxiliar o produtor nas questões burocráticas como ITR e convênios em geral. E uma das iniciativas é chamar de volta para o SRA os produtores que se afastaram para unir ainda mais a classe. E vai também incentivar a tropeada, cavalgada e outros eventos, valorizando o produtor”, complementou.

SIGA O NORTE AGROPECUÁRIO NAS REDES SOCIAIS

CLIQUE AQUI E SIGA O NORTE AGROPECUÁRIO NO FACEBOOK

ACOMPANHE O NORTE AGROPECUÁRIO NO INSTAGRAM

SIGA O NORTE AGROPECUÁRIO NO TWITTER

CONFIRA O CANAL DO NORTE AGROPECUÁRIO NO YOUTUBE

Segundo ele, o papel do sindicato é representar a classe. “O SRA defenderá o produtor, que é a nossa bandeira. Vamos, juntos, assumir as bandeiras e lutar pelas demandas dos produtores. Nosso grupo, a chapa se chamará “A casa do Produtor Rural”. Vamos atuar em prol do pequeno, médio e grande produtor”, finalizou.

PROGRAMA DE RÁDIO

O programa deste domingo destaca ainda o vazio sanitário do algodão e a queda de investimentos em programas voltados ao campo no Estado.

Na UFT 96,9 FM, o Norte Agropecuário no Rádio alcança um público de aproximadamente 400 mil pessoas que vivem em 20 cidades no entorno da capital tocantinense. O programa também está na internet, para o restante do Brasil e para o mundo no portal www.norteagropecuario.com.br e nos seus canais nas redes sociais (Twitter, Facebook e Youtube).

A atração da temporada na UFT FM é uma veiculação do programa em dois dias diferentes: aos domingos, a partir das 8h, e reprise às quartas-feiras, a partir das 6h20. O programa tem 30 minutos de duração, com uma apresentação do jornalista Cristiano Machado e Daniel Machado.

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário