Criada em 08/08/2017 às 23h33 | Pecuária

Cadeia da pecuária pagou R$ 15 milhões de ICMS neste ano ao Estado; entre maio e junho o crescimento foi de 27,20%

Arrecadação desse imposto no Executivo do Tocantins entre maio e junho deste ano aumentou 27,20%. Pecuaristas aguardam, como prometido pelo governo do Estado há um mês, que projeto de lei que reduz de 7% para 4% a alíquota de ICMS para venda do gado vivo a outras unidades da federação.

Imagem
Em janeiro de 2016 o Estado arrecadou R$ 3.635.963. Já em junho deste ano o montante foi de R$ 3.342.152 (foto: Adapec/Divulgação)

CRISTIANO MACHADO
DE PALMAS

A cadeia da pecuária pagou este ano aos cofres públicos do Estado do Tocantins mais de R$ 15 milhões apenas de ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços). O valor se refere ao acumulado do ano entre janeiro e junho deste ano, dado mais recente divulgado pela Secretaria da Fazenda (Sefaz) em seu portal na internet.

Conforme o balanço da secretaria, o Executivo estadual arrecadou, de janeiro a junho deste ano, total de R$ 15.448.800 de ICMS apenas do setor da pecuária. O balanço não contempla os dados de julho. Entretanto, o montante de mais de R$ 15 milhões é 0,31% maior que o valor arrecado no período, no ano passado, que foi de R$ 15.401.755.

VEJA TAMBÉM

ESTADO FRUSTRA PECUARISTAS AO NÃO ENVIAR À ASSEMBLEIA REDUÇÃO DE ICMS DO GADO 

O relatório aponta ainda que a arrecadação do ICMS apenas da pecuária cresceu 27,20% entre maio e junho deste ano. Em maio, o setor pagou R$ 2.627.462 apenas em ICMS. Já em junho, a cadeia produtiva da pecuária recolheu o montante de R$ 3.342.152. Na comparação com junho de 2016, entretanto, o valor arrecadado é 8,08% menor que o resultado do mesmo mês deste ano. Em janeiro de 2016 o Estado arrecadou R$ 3.635.963. Já em junho deste ano o montante foi de R$ 3.342.152.

AGUARDA A REDUÇÃO

Os pecuaristas aguardam, como prometido pelo governo do Estado há um mês, finalização do projeto de lei que reduz de 7% para 4% a alíquota de ICMS para venda do gado vivo a outros Estados. A expectativa era que o PL fosse enviado à Assembleia Legislativa logo no retorno do recesso parlamentar, mas até o final da tarde dessa segunda-feira, 7, não havia sido protocolado. Líderes do movimento “Levanta a Cabeça” já demonstram insatisfação com a demora na concretização do texto da proposta. Recentemente, um dos mobilizadores do movimento afirmou ao Norte Agropecuário que a demora tem prejudicado as negociações dos pecuaristas.

NA AGRICULTURA

Já o setor da agricultura pagou neste ano só de ICMS o montante de R$ 5.724.307 milhões. Em 2016, de janeiro a junho, o volume arrecadado foi de R$ 6.607.335. Na comparação com os dois períodos, o valor deste ano é 13,36% menor em relação a 2016. Entretanto, ao comparar maio a junho deste ano, o aumento registrado é de 30,38%. Em maio deste ano o setor pagou R$ 802.565 de ICMS. Em junho, o valor pago foi de R$ 1.046.376.

MAIS DE R$ 1 BILHÃO

No total, até junho deste ano, todos os setores econômicos do Estado arrecadaram mais de R$ 1,1 bilhão em ICMS. O resultado é 3,62% maior que o acumulado de 2016. Neste ano, até junho, o total exato arrecadado do imposto foi de R$ 1.196.522.760. Já em 2016 foi de R$ 1.154.686.426. Ao realizar a comparação de junho de 2016 e o mesmo mês deste ano o índice de aumento é de 7,89%. Isso porque em junho do ano passado o Estado arrecado R$ 212.248.054. Neste ano, foi de R$ 218.396.687.

LEIA TAMBÉM

Pecuaristas discutem nesta quarta plano de ação e mobilização sobre reivindicações 

Criadores de gado seguram boi no pasto e querem redução de alíquota do ICMS

Governo do Estado afirma que redução do ICMS requer estudo de impactos

Após queda no preço do boi, pecuaristas discutem crise do setor no Tocantins

Sindicarnes diz estar atento a decisões e quer discutir crise da pecuária

Voltar

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2017 Norte Agropecuário