Criada em 30/04/2021 às 07h18 | Grãos

Publicação de zoneamento agrícola do arroz abre caminho para produtores obterem crédito, analisa presidente da Aproeste

“Essa publicação é muito importante, porque a cultura do arroz faz parte do cotidiano do brasileiro. Ela dá segurança ao produtor rural para que ele possa ir aos bancos, buscar financiamento e estar com a sua lavoura segura”, destacou o presidente da associação, Fausto Garcia.

Imagem


Clique no ícone acima e confira a entrevista 

 


Clique no ícone acima e confira o programa


DANIEL MACHADO
DE BRASÍLIA (DF)

Publicada pelo Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) no Diário Oficial da União, a Portaria n° 75 de 23 de abril traz o Zarc (Zoneamento Agrícola de Risco Climático), ano-safra 2021/2022, para o cultivo de arroz de sequeiro no Tocantins.

Conforme o presidente da Aproeste (Associação dos Produtores Rurais do Sudoeste do Tocantins), Fausto Vinícius Garcia, com o documento os agricultores passam a ter uma base legal para a busca de créditos que financiem suas safras. “Essa publicação é muito importante, porque a cultura do arroz faz parte do cotidiano do brasileiro. Ela dá segurança ao produtor rural para que ele possa ir aos bancos, buscar financiamento e estar com a sua lavoura segura”, destacou.

Ele lembrou que o Estado é o terceiro maior produtor de arroz do Brasil e abastece as regiões Norte e Nordeste do país com o cereal.

De acordo com o Mapa, o plantio do arroz pode ser feito em todas as regiões do Brasil, em variadas condições climáticas. O cereal é bastante exigente em umidade do solo e só se desenvolve normalmente quando sujeito a longos períodos de luz e temperaturas adequadas. O modelo agroclimático aplicado ao estudo de Zarc, permitiu a identificação de datas de plantio mais favoráveis, por níveis de riscos, a partir de análises térmicas e hídricas.

CLIQUE NESTE LINK E CONFIRA O QUE FOI PUBLICADO SOBRE A PRODUÇÃO DE ARROZ 

PROAGRO E PSR

Conforme texto informativo do Ministério da Agricultura, os produtores que seguem as recomendações do Zarc estão menos sujeitos aos riscos climáticos e poderão ser beneficiados pelo Proagro (Programa de Garantia da Atividade Agropecuária) e pelo PSR (Programa de Subvenção ao Prêmio do Seguro Rural). Muitos agentes financeiros só permitem o acesso ao crédito rural para cultivos em áreas zoneadas e para o plantio de cultivares indicadas nas portarias de zoneamento.

APLICATIVO PLANTIO CERTO

O Mapa ressalta, ainda, que produtores rurais e outros agentes do agronegócio podem acessar por meio de tablets e smartphones, de forma mais prática, as informações oficiais do Zarc, facilitando a orientação quanto aos programas de política agrícola do governo federal. O aplicativo móvel Zarc Plantio Certo, desenvolvido pela Embrapa, está disponível nas lojas de aplicativos: iOS e Android. Os resultados do Zarc também podem ser consultados e baixados por meio da plataforma.

 

 
 







Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2021 Norte Agropecuário