Criada em 26/01/2022 às 08h42 | Agronegócio

Valor da Produção do Tocantins cresce mais de R$ 2,7 bilhões em 2021, aponta Mapa

Valorização da soja no Estado alavanca crescimento da soma de todas as riquezas no campo do Estado. Em relação a 2020, o crescimento em dinheiro foi de R$ 2,74 bilhões. Percentualmente, a elevação ficou em 17%. O Tocantins segue com o 12º maior VPB do Brasil e o terceiro da Região Norte.

Imagem
O Tocantins segue com o 12º maior VPB do Brasil e o terceiro da Região Norte. (Foto: Divulgação)

Daniel Machado
De Brasília (DF)

Calculado e divulgado pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), o VBP (Valor Bruto da Produção) do Tocantins em 2021 fechou em R$ 18,83 bilhões, disparado o maior valor da história.

Em relação a 2020, o crescimento em dinheiro foi de R$ 2,74 bilhões. Percentualmente, a elevação ficou em 17%. Com o resultado, o Tocantins segue com o 12º maior VPB do Brasil e o terceiro da Região Norte, atrás do Pará e de Rondônia.

O VBP é uma espécie de PIB (Produto Interno Bruto) do agronegócio e da agropecuária, ou seja, a soma de todas as riquezas produzidas no campo. O valor apurado para o Tocantins representa 1,7% do total do Brasil, que soma mais de R$ 1,29 trilhão.

Números do Tocantins foram impulsionados pelo crescimento da soja

Do total do VBP tocantinense, R$ 13,36 bilhões, o que corresponde a 71%, estão nas lavouras. Já a pecuária participa com R$ 5,47 bilhões, o equivalente a 29%.

Dentro da lavoura, o principal ativo agropecuário é a soja disparada. A leguminosa, que registrou uma lavoura estimada em R$ 9,63 bilhões (72% de toda agricultura do Estado e 51% de todo o VBP), também é a responsável por impulsionar o crescimento do valor da produção tocantinense.

Em 2020, a lavoura de soja do Estado estava estimada em R$ 7,27 bilhões. Um ano depois, com o aumento da área plantada, mas sobretudo com a elevação do preço internacional, a quantia em dinheiro em soja do Estado passou a valer R$ 2,35 bilhões a mais – crescimento de 32%.

De todo o crescimento do VBP tocantinense, 86% se deve exclusivamente à soja.

Bovinos, milho e arroz são outros destaques

O segundo maior ativo agropecuário do Estado é o rebanho bovino, avaliado em R$ 5,12 bilhões, valor 10% superior ao de 2020.

Na terceira posição está o milho, cereal que faz parte da segunda safra da soja e tem alto potencial de crescimento no Tocantins. As plantações de milho do Estado estão estimadas em R$ 1,56 bilhão, montante 6%.

O arroz, que em 2020 chegou a estar à frente do milho, teve uma queda significativa em 2021. As lavouras do cereal estão avaliadas em R$ 1,24 bilhão, recuo de 16%. Em dinheiro, a redução ficou em R$ 232,98 milhões.

Confira os números do VBP do Tocantins:



Clique aqui e ouça a reportagem completa

 

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2022 Norte Agropecuário