Criada em 14/01/2022 às 08h03 | Exportações

Com 2,9 milhões de toneladas, soja rende mais de R$ 7,3 bilhões em exportações ao Estado do Tocantins

O ano de 2021 é o melhor ano da história em vendas para o exterior; Aprosoja ressalta importância dos números para a economia do Estado, com geração de renda. Em relação a 2020, o aumento em volume ficou em 14%,

Imagem
Aprosoja ressalta importância dos números para a economia do Estado, com geração de renda. (Foto: Divulgação)

Daniel Machado
De Brasília (DF)

Principal ativo agropecuário do Tocantins e responsável por 70% da arrecadação de todas as exportações do Estado em 2021, a soja teve no ano passado os melhores resultados de vendas para o exterior já registrados.

No total, o Tocantins comercializou 2,9 milhões de toneladas da leguminosa por US$ 1,28 bilhão (cerca de R$ 7,3 bilhões). Tanto em volume, quanto especialmente em dinheiro, os números são disparados os melhores da história. Esta também é a primeira vez que a barreira de US$ 1 bilhão em exportação de soja é rompida pelo Estado.

Os dados foram apurados e analisados pelo Norte Agropecuário no Comex Stat, sistema oficial do governo federal para transações comerciais internacionais.

Em relação a 2020, o aumento em volume ficou em 14%, o que representou 350,5 mil toneladas a mais de soja tocantinense embarcando para o exterior. Já em dinheiro a elevação foi bem mais significativa, alcançando 47% - aumento de US$ 409 milhões (R$ 2,33 bilhões).

Aprosoja destaca que dinheiro movimenta o comércio, gerando renda no Estado

Diretor-tesoureiro da Aprosoja-TO (Associação de Produtores de Soja e Milho do Tocantins), Maurício Buffon os números são impressionantes e mostram que cada vez mais o trabalho dos agricultores surpreende o Tocantins. Ele ressaltou que mesmo com muitas dificuldades na colheita do ano passado (por causa das fortes chuvas que se repetem agora), as exportações foram um grande sucesso.

“Mesmo com muitas dificuldades que tivemos, conseguimos esses resultados. Cada vez mais esse dinheiro circula no Estado. A soja traz dinheiro novo, beneficiando o comércio local, e ajudando na ampliação da arrecadação dos governos em um segundo momento”, explicou, ao reforçar que a pandemia e as questões climáticas foram superadas.

Para este ano, a expectativa dos agricultores, antes das fortes chuvas, era muito boa, pois o plantio pode ser feito antes e havia uma previsão de colheita altamente positiva. No entanto, embora siga otimista, Buffon ressalta várias preocupações. “Hoje estamos com excesso de chuva e estradas em péssimas condições. O produtor está sem dormir, pois não sabe como será a colheita. Mas a previsão inicial é uma safra maior ainda em grãos e em dinheiro.

Por fim, Buffon destacou que o trabalho dos colegas produtores é um motivo de orgulho, colocando a soja como a principal commodity disparada no Estado. “Isso nos motiva para que cada vez mais sigamos produzindo, sempre respeitando as legislações ambientais e trabalhistas”, frisou.

China adquire 65% da soja exportada pelo Tocantins

Praticamente a cada 3 dólares que vem do exterior para o Estado por meio da soja, 2 chegam da China. O gigante asiático adquiriu US$ 834,9 milhões da leguminosa do Estado, totalizando 65% de tudo que foi vendido para outros países.

Muito atrás na segunda colocação aparece a Espanha, com US$ 124 milhões (14%). Nenhum dos outros compradores possui percentual acima de 10%.

Ouça a repostagem completa clicando aqui

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2022 Norte Agropecuário