Criada em 22/11/2019 às 18h23 | Agronegócio

Titular da Seagro, César Halum repercute matéria exclusiva do Norte Agropecuário sobre crescimento agrícola do Tocantins

“Os resultados são favoráveis e confirmam o crescimento das riquezas produzidas em nosso solo. Na prática, estamos produzindo bem e a nossa renda aumentou pelo crescimento da produtividade. Mas podemos e vamos produzir mais” disse o secretário.

Imagem
Secretário da Agricultura do Estado do Tocantins comemora números do VBP tocantinense revelados com exclusividade pelo Norte Agropecuário (foto: Kleiber Arantes/ SeagroTO/Arquivo/Divulgação)

Raquel Oliveira
DE PALMAS (TO)

O Valor Bruto da Produção Agropecuária do Tocantins deste ano estimado em mais de R$ 7,6 bilhões foi comemorado pelo secretário da Agricultura, Pecuária e Aquicultura César Halum. Os números estão no estudo divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) que aponta que a soma de todas as riquezas produzidas pelo campo tocantinense está estimada em mais de R$ 7,6 bilhões. Em números exatos, o chamado valor bruto da produção agropecuária do Estado deve terminar o ano com R$ 7.600.435.114.

“Os resultados são favoráveis e confirmam o crescimento das riquezas produzidas em nosso solo. Na prática, estamos produzindo bem e a nossa renda aumentou pelo crescimento da produtividade. Mas podemos e vamos produzir mais” disse o secretário César informando que em 2018, o VBP do Tocantins foi de R$ 7.350.041.854.

A soja é o carro-chefe da produção agrícola do Estado e tem VBP de R$ 3.040.583.450. Em segundo lugar, está o gado, que deve fechar o ano em R$ 2.620.997.761. Já o milho tem estimativa de R$ 542.286.337. Como esses números já mostram, o valor da lavoura, com R$ 4.808.314.467, é quase o dobro da pecuária, cuja estimativa aponta R$ 2.792.120.648.

O VBP mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimento. Calculado com base na produção da safra agrícola e da pecuária, e nos preços recebidos pelos produtores nas principais praças do país, dos 26 maiores produtos agropecuários do Brasil. O valor real da produção, descontada a inflação, é obtido pelo Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) da Fundação Getúlio Vargas. A periodicidade é mensal com atualização e divulgação até o dia 15 de cada mês. (Da Seagro, com informações do Mapa e NorteAgropecuário)

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário