Criada em 26/11/2019 às 09h08 | Mercado

Descapitalizado, produtor reduziu o plantel, afirma liderança do agronegócio ao destacar defasagem de preço para os pecuaristas

Wagner Martins Borges abordou o tema sob o viés do criador de gado. Desde 2013 os produtores estão sem reajuste e apontou números que confirmam a defasagem do preço do gado do pecuarista para os frigoríficos.

Imagem
Wagner Borges: "Nosso mercado de exportação de carne já está batendo os 30%" (foto: Arquivo pessoal)


Clique no ícone acima e ouça o programa

Liderança do agronegócio tocantinense, o pecuarista Wagner Martins Borges foi o entrevistado do Norte Agropecuário no Rádio de domingo, dia 24, na UFT FM. O programa deu prosseguimento ao assunto que afeta todo o Estado do Tocantins e, consequentemente, o Brasil: o alto custo da carne para o consumidor. Nas últimas semanas o preço da carne disparou em estabelecimentos comerciais de Palmas e do interior.

Borges abordou o tema sob o viés do produtor, o criador de gado. "Com esse aumento da velocidade de engorda de seus animais o produtor aumentou na mesma proporção sua demanda por reposição do seu estoque para engorda, ou seja, bezerros e garrotes. Devido a diminuição da produção de bezerros pelo aumento do abates de matrizes e novilhas, a oferta desses bezerros e garrotes diminuiu mais ainda", declarou. "Nosso mercado de exportação de carne já está batendo os 30%", complementou.

VEJA TAMBÉM

“Não temos boi gordo e nem gado magro para reposição”, diz indústria; “Faltou carne este ano”, destacam supermercados

CLIQUE AQUI E OUÇA OUTRAS EDIÇÕES DO PROGRAMA NA UFT FM

Segundo ele, desde 2013 os produtores estão sem reajuste e apontou números que confirmam a defasagem do preço do gado do pecuarista para os frigoríficos. Borges citou ainda a descapitalização do produtor, que viu aumentar preço dos custos para criação e não obteve retorno. “Produtor descapitalizado reduziu o plantel”, disse.

No último dia 17, o Norte Agropecuário no Rádio já havia dado destaque ao tema, com detalhes da situação. Inclusive, dados da exportação de carne no Estado, que aumentou e também pressionou os preços.

NO RÁDIO

O programa traz outras informações relevantes para o campo no Tocantins, Matopiba e Brasil. Na UFT 96,9 FM, o Norte Agropecuário no Rádio alcança um público de aproximadamente 500 mil pessoas que vivem em 20 cidades no entorno da capital tocantinense. O programa também está na internet, para a restante do Brasil e para o mundo no portal www.norteagropecuario.com.br e nos seus canais nas redes sociais (Twitter, Facebook e Youtube).

A atração da nova temporada na UFT FM é uma veiculação do programa em dois dias diferentes: aos domingos, a partir das 8h, e reprise às quartas-feiras, a partir das 6h20. O programa tem 30 minutos de duração, com apresentação dos jornalistas Cristiano Machado e Daniel Machado.

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário