Criada em 21/10/2020 às 07h21 | Investigação

Proprietário de fazenda alvo de incêndio que destruiu 5 mil hectares no Tocantins volta a cobrar posicionamento da VLI

“Após 41 dias, VLI não assume responsabilidade sobre o incêndio criminoso que destruiu mais de 5 mil hectares”, diz dono da área nas proximidades de trecho da Ferrovia Norte-Sul. Vasconcelos possui imagens aéreas da propriedade que mostram danos e a devastação causados no imóvel.

Imagem

Já se passaram 41 dias do incêndio que destruiu aproximadamente 5 mil hectares que compreende entre outras áreas a fazenda do engenheiro agrônomo José Américo Vasconcelos. A área fica localizada nas proximidades de trecho da Ferrovia Norte-Sul, entre os municípios de Miracema do Tocantins e Barrolândia, na região central do Estado do  Tocantins. “Após 41 dias, VLI não assume responsabilidade sobre o incêndio criminoso que destruiu mais de 5 mil hectares”, afirmou Vasconcelos.

No final do mês passado, o agrônomo já havia cobrado posicionamento da empresa. “A empresa não dá satisfação. O incêndio foi no dia 9. A empresa chegou dia 11, com dois carros pipa e uma retroescavadeira, mas não dão satisfação mais. Dizem que estão investigando”, lamentou, conforme noticiou o Norte Agropecuário.

A concessionária em questão é a VLI Logística. Vasconcelos possui imagens aéreas da propriedade que mostram danos e a devastação causados no imóvel.

Como o Norte Agropecuário havia informado, a VLI enviou uma equipe ao local no dia 11. A empresa relatou que as causas estariam sendo investigadas e que não havia atividades de manutenção no trecho. O Norte Agropecuário solicitou novo posicionamento à VLI. 

A empresa enviou na tarde dessa segunda-feira, dia 26, uma nota oficial ao Norte Agropecuário.

Confira a nota na íntegra:

A VLI, controladora do tramo norte da Ferrovia Norte-Sul, esclarece que mantém o diálogo com os proprietários de terras vizinhas ao trecho citado. A VLI contratou uma empresa especializada para apurar a ocorrência e aguarda a análise interna desse trabalho para avaliar as medidas cabíveis. 



VEJA TAMBÉM

Mais de 5 mil hectares são destruídos por fogo em fazendas localizadas entre Barrolândia e Miracema do Tocantins

Incêndio: 14 dias após queimada destruir parte de fazenda próxima à Ferrovia Norte-Sul, proprietário cobra providências

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS NOTÍCIAS SOBRE O ASSUNTO

CLIQUE NESTE LINK E CONFIRA MAIS FOTOS DA DESTRUIÇÃO EM UMA DAS FAZENDAS

Recentemente, o Norte Agropecuário fez especial sobre queimadas. Confira:

Mais de 5 mil hectares são destruídos por fogo em fazendas localizadas entre Barrolândia e Miracema do Tocantins

Gado tenta escapar de incêndio em fazenda; produtor flagra fumaça em ‘cruzeta’ de poste e cobra responsabilidades

Os males das queimadas: Cientistas abordam contaminação das águas e dos solos por substâncias contidas nas cinzas

Mais de 5 mil hectares são destruídos por fogo em fazendas localizadas entre Barrolândia e Miracema do Tocantins

CLIQUE NESTE LINK E CONFIRA MAIS FOTOS DA DESTRUIÇÃO EM UMA DAS FAZENDAS

Professor que teve chácara quase destruída por queimadas relata rastro de danos a florestas e animais mortos

Queimada: "Prejuízo financeiro é imenso, mas o que mais me choca é o dano à natureza", diz professor que teve chácara destruída

Especial “Queimadas”: "Isso não é cultural, é falta de cultura, falta de educação", reage o titular da Seder, Roberto Sahium

Conscientização, educação ambiental e monitoramento são as melhores formas de prevenção, diz secretário Renato Jaime

Chácara é praticamente destruída por queimada no norte do Tocantins








 

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2020 Norte Agropecuário