Criada em 06/04/2020 às 12h24 | Negócios

Brasil vendeu US$ 62,87 bilhões em produtos para a China; já o Tocantins comercializou US$ 627,72 milhões ao país

Disparado, o país que mais comprou do Estado em 2019 foi a China, com US$ 627,72 milhões (R$ 2,54 milhões). O valor, que é na sua grande maioria referente à compra de soja, representa 57% do total das exportações do Estado.

Imagem


Clique no ícone acima e assista ao programa

Caso se confirme, na prática, a informação, segundo a qual, a China irá deixar de comprar soja brasileira, a economia do Brasil sofrerá um duro golpe. Os números explicam a frase: Principal parceiro comercial do Brasil e, consequentemente, do Estado do Tocantins, somente em 2019 a China comprou US$ 62,87 bilhões em produtos brasileiros.

Já o Tocantins vendeu ao país no ano passado US$ 627,72 milhões. As exportações do Tocantins em 2019 alcançaram o valor de US$ 1,1 bilhão (R$ 4,45 bilhões). O valor é o segundo maior da história do Estado e só perde para 2018, quando as vendas do Estado para o exterior chegaram a US$ 1,2 bilhão (R$ 4,87 bilhões).

SAIBA MAIS 

Recorde de exportações e análise do mercado do boi são destaques no rádio

Disparado, o país que mais comprou do Estado em 2019 foi a China, com US$ 627,72 milhões (R$ 2,54 milhões). O valor, que é na sua grande maioria referente à compra de soja, representa 57% do total das exportações do Estado.

Esses números foram apurados pelo jornalista Daniel Machado, do Norte Agropecuário, no Comex Stat, sistema de dados oficiais de transações internacionais administrado pelo governo federal.

SOJA DO BRASIL

A apreensão sobre o rompimento ocorre graças ao noticiado pelo jornalista Nelson de Sá, que informou na Folha de S.Paulo desta segunda-feira, dia 6, que “China anuncia que vai comprar soja dos EUA por 'segurança'”. A informação tem como base o jornal Xin Jing Bao, de Pequim. A informação é atribuída a Wei Baigang, diretor do ministério chinês da agricultura.

“O mesmo Xin Jing Bao cobriu no sábado (4) a coletiva sobre “segurança e suprimento alimentar” de um diretor do ministério chinês da agricultura, convocada porque “muitas pessoas se preocupam que a soja importada do Brasil venha a ser afetada”. Wei Baigang afirmou que “as importações do Brasil não foram afetadas em março, e as importações dos EUA devem crescer”, agora que “a primeira fase do acordo comercial sino-americano foi implementada””, informa a Folha.

MAIS NÚMEROS NACIONAIS

No ano passado, 28,1% das exportações brasileiras foram destinadas para a China. Em 2019 o Brasil exportou para a China o valor total de US$ 62,87 bilhões. A soja foi o produto mais exportado pelo Brasil no último ano. E justamente a soja foi o produto que o Brasil mais vendeu para os chineses. Em 2019, a balança comercial brasileira com a China fechou com superavit do valor de US$ 27.601,25 milhões.

SAIBA MAIS

Após quase três anos na UFT FM, Norte Agropecuário no Rádio passará a ser veiculado na Jovem Palmas a partir de fevereiro

CLIQUE AQUI E OUÇA TODAS AS EDIÇÕES DO NORTE AGROPECUÁRIO NO RÁDIO

OPINIÕES: NORTE AGROPECUÁRIO É REFERÊNCIA DO NOTICIÁRIO NO CAMPO

Norte Agropecuário amplia atuação no rádio com veiculação do noticiário em mais 60 emissoras no Estado do Tocantins

Norte Agropecuário leva a ouvintes do programa de rádio "Nova Revista" principais informações do campo tocantinense

Norte Agropecuário é apresentado no Agritech Startups Palmas; promovido pelo Ceulp/Ulbra, evento teve Embrapa e Sebrae

Referência no noticiário na web e no rádio, Norte Agropecuário ganha chancela de uma das principais redes sociais do mundo



"Norte Agropecuário no Rádio" está no ar para público-alvo de 400 mil pessoas em 20 cidades na UFT FM 

#NorteAgroTO cresce, se transforma em portal do agronegócio do Estado e rompe fronteira do Matopiba

Norte Agropecuário privilegia noticiário técnico, mas é atento e vigilante a políticas públicas voltadas ao agronegócio

Preceitos do novo portal são modernidade, praticidade e funcionalidades que facilitam navegação

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2020 Norte Agropecuário