Criada em 28/08/2019 às 16h03 | Pecuária

Cronograma muda e retirada da vacina contra aftosa no Tocantins será em maio de 2021; trânsito de animais fica livre

A mudança no cronograma do Plano Estratégico de Retirada da Vacina contra Febre Aftosa diz respeitos aos blocos II e III que agora passam a ter a mesma data do bloco IV, que é maio de 2021. A alteração deixa o trânsito de animais livres entre os estados do Norte e Nordeste.

Imagem
Com a mudança, não haverá mais proibição do trânsito de animais entre os estados que estão nestes blocos II, III e IV. (Foto Divulgação Web)

Welcton de Oliveira
DE PALMAS (TO)

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) promoveu neste mês de agosto, uma mudança importante no cronograma do plano estratégico de retirada da vacina contra febre para os blocos II e III que passam agora a terem a mesma data do bloco IV para a retirada da vacinação em maio de 2021. Com isso, não haverá mais proibição do trânsito de animais entre os estados que estão nestes blocos.

Segundo o responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, João Eduardo Pires, a mudança foi benéfica aos produtores rurais do Tocantins que agora poderão fazer o livre trânsito de animais com os estados do norte e nordeste. “Pelo cronograma anterior, os blocos I, II e III tinham datas diferentes para retirada da vacina em relação ao bloco IV onde está o Tocantins, e por isso, os produtores rurais daqui estavam impedidos de movimentar animais para estes estados por pelo menos o prazo de um ano e essa mudança agora nivela todos os estados do Brasil e o trânsito de animais será mantido”, explicou João Eduardo.

O presidente da Adapec, Alberto Mendes da Rocha comemorou a decisão do Mapa afirmando que os estados vinham buscando junto ao Ministério uma solução que não afetasse o comércio entre eles. “Foi uma decisão acertada por parte do Mapa e que para o produtor rural do Tocantins é importante, pois temos um comércio forte com os estados da região norte e nordeste”, destacou Alberto.

Como ficou a nova divisão dos blocos

Bloco I – região amazônica: Acre, Rondônia, parte do Amazonas e parte do Mato Grosso;

Bloco II – região amazônica: Amazonas, Amapá, Pará e Roraima;

Bloco III – região Nordeste: Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte;

Bloco IV – região central: Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Sergipe e Tocantins;

Bloco V – região sul: Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

Datas para a retirada da vacina

Bloco I - Novembro de 2019

Blocos II, III e IV - Maio de 2021

Paraná - Maio de 2019

Rio Grande do Sul - Maio de 2021

(Da Adapec)

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário