Criada em 11/12/2017 às 12h41 | Agronegócio

Buscamos controlar, gerir e aplicar recursos naturais aliando desenvolvimento econômico, diz juiz sobre uso de água de rios

“É uma crise hídrica de alta complexidade. Anos e anos de ações de inúmeros atores. Não é intenção encontrar o culpado. Estamos buscando é construir soluções. É preciso resolver esse problema”, declarou Wellington Magalhães, de Cristalândia.

Imagem
Magistrado explicou também que o papel do Judiciário foi de mediar a questão: “Buscar o diálogo e a ponderação de todos os interesses envolvidos” (Foto: Rondinelli Ribeiro/Cecom TJTO)

Um dos principais responsáveis pelo acordo entre produtores rurais e órgãos públicos sobre captação de água de rios como o Formoso, no Tocantins, o juiz titular da comarca de Cristalândia, Wellington Magalhães, concedeu entrevista ao “Norte Agropecuário no Rádio” de domingo, dia 10. “A eficácia do projeto decorre principalmente do monitoramento das informações”, disse.

O acordo completou um ano na semana passada. “Estamos buscando melhor controlar, melhor gerir e melhor aplicar os recursos naturais para o desenvolvimento econômico e social aliado à preservação do meio ambiente”, declarou. 

Ele explicou também que o papel do Judiciário foi de mediar a questão. “Buscar o diálogo e a ponderação de todos os interesses envolvidos”, disse. “É uma crise hídrica de alta complexidade. Anos e anos de ações de inúmeros atores. Não é intenção encontrar o culpado. Estamos buscando é construir soluções. É preciso resolver esse problema”, disse.

Esse é um dos destaques do "Norte Agropecuário no Rádio", que tem muito mais. O programa é veiculado aos domingo, 8h, na UFT FM (96,9 FM) para Palmas e municípios que ficam num raio de 150 km ao redor da capital ou no Youtube (clique aqui). 

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário