Criada em 17/07/2020 às 20h33 | Pecuária

Com garantia de benefícios técnicos e ambientais, ILPF promove intensificação da agropecuária sustentável; estudo é apresentado

Cerca de 50 especialistas de vários países participaram de webinar para apresentar resultados de trabalho brasileiro. O objetivo da instituição organizadora é compartilhar soluções inovadoras para lidar com as emissões agrícolas de gases de efeito estufa.

Imagem
Pesquisador apresenta resultados obtidos em sistemas de integração em webinar internacional da Global Research Alliance (Foto: Gisele Rosso /Embrapa)

Gisele Rosso
DE SÃO CARLOS (SP) 

Os sistemas de integração Lavoura-Pecuária- Floresta (ILPF) são considerados estratégia de intensificação agrícola sustentável. Esses modelos são importantes para mitigação de emissões agropecuárias de gases de efeito estufa, demonstrando que é possível as propriedades agropecuárias serem eficientes e sustentáveis.

Em evento virtual no dia 14 de julho, realizado pela Global Research Alliance (GRA), o pesquisador Alberto Bernardi, da Embrapa Pecuária Sudeste (São Carlos, SP) apresentou resultados de pesquisa obtidos nesses sistemas tropicais, destacando os benefícios técnicos e ambientais da ILPF. Cerca de 50 especialistas de vários países participaram do webinar.

O objetivo da instituição organizadora é compartilhar soluções inovadoras para lidar com as emissões agrícolas de gases de efeito estufa. “O evento foi uma oportunidade para apresentar o trabalho que a equipe da Embrapa está desenvolvendo nos sistemas integrados. Além de ressaltar o importante papel da agricultura brasileira, feita com responsabilidade e conhecimentos que contribuem de forma muito eficiente para a sustentabilidade”, contou Bernardi.

De acordo com ele, a Global Research Alliance reúne pesquisadores de diversos países para encontrar maneiras de cultivar mais alimentos sem aumentar as emissões de gases de efeito estufa. “A GRA fornece uma estrutura de ação voluntária para aumentar a cooperação e o investimento em atividades de pesquisa para reduzir a intensidade das emissões de GEE dos sistemas de produção agrícola e aumentar seu potencial de sequestro de carbono no solo, além de melhorar sua eficiência, produtividade, resiliência e capacidade de adaptação, contribuindo assim de maneira sustentável aos esforços gerais de mitigação, enquanto ainda ajuda a cumprir os objetivos de segurança alimentar”, destacou o engenheiro agrônomo da Embrapa.

ILPF

A tecnologia, que integra atividades anuais de cultivo, árvores e pecuária na mesma área e na mesma safra, é indicada pela Embrapa para aumentar a produtividade sem aumento de uso da terra e, ainda, com redução de emissão de gases do efeito estufa.

Vários são os benefícios proporcionados, entre eles diversificação da renda na propriedade rural, redução dos custos de produção, bem-estar animal, melhoria das condições físicas, químicas e biológicas do solo, aumento da ciclagem e a eficiência de utilização dos nutrientes e recuperação de áreas com pastagens degradadas.

A Embrapa Pecuária Sudeste tem pesquisas com sistemas de integração desde 2005 em diversos aspectos desses modelos de produção.

CAPACITAÇÃO TÉCNICA CONTINUADA

Desde 2015, o centro de pesquisa treina profissionais da extensão rural para ampliar a área de Integração Lavoura-Pecuária (ILP) e Integração lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) na região Sudeste.

O programa de Capacitação Continuada tem o objetivo de formar os profissionais em sistemas de produção integrada por meio de módulos teóricos e atividades práticas de implantação de Unidades de Referência Tecnológica (URT). A iniciativa busca formar uma rede de multiplicadores de transferência de tecnologia com capacidade de aumentar a adoção desses modelos.

O processo tem duração de dois anos. Durante a capacitação, os técnicos devem implantar uma URT de ILP ou ILPF para reproduzir modelos sustentáveis e diversificados com supervisão de profissionais da Embrapa. (Da Embrapa Pecuária Sudeste)

 

 


Clique no ícone acima e assista ao programa

VEJA TAMBÉM 

Praga de gafanhotos se dispersou naturalmente no Tocantins, informa Adapec, que orienta produtor a procurar agrônomos particulares

Prejuízos causados por gafanhotos afetam outros produtores rurais de Ananás; agricultor filmou destruição de lavouras

Em vídeo, produtor rural de Ananás, município do norte do Tocantins, mostra prejuízos causados por gafanhotos

Clique aqui e veja outras notícias relacionadas a gafanhotos 

 

 

 
 

 

 


Clique no ícone acima e ouça a entrevista

 


 

 

  

 

Somadas, riquezas produzidas pelo campo tocantinense devem alcançar montante de R$ 9,8 bilhões neste ano de 2020

CLIQUE AQUI E VEJA OS NÚMEROS DETALHADOS DO VBP DO TOCANTINS 

Diferente da tendência nacional, que prevê queda, estimativa da safra de grãos do Tocantins é ainda maior, aponta Conab

Cadeia produtiva da carne gera mais de 315 mil empregos e faz circular R$ 7 bilhões por ano em todos segmentos do comércio

Clique aqui e veja o que foi publicado sobre números do VBP do Tocantins e do Brasil

Ação solidária e balanço de exportação de carne são destaques do Norte Agropecuário no Rádio

União de produtores, segmentos da sociedade e iniciativa de empresa do agro abre leitos hospitalares no Tocantins

CLIQUE AQUI E OUÇA TODAS AS EDIÇÕES DO NORTE AGROPECUÁRIO NO RÁDIO

VEJA TAMBÉM 

Plataforma digital com dados espaciais da região do Matopiba será útil nas ações de extensão rural e assistência técnica

LEIA MAIS NOTÍCIAS SOBRE A FRONTEIRA AGRÍCOLA DO MATOPIBA

CLIQUE AQUI E CONFIRA TODAS AS EDIÇÕES DO NORTE AGROPECUÁRIO NO RÁDIO  

 

 

CLIQUE AQUI E LEIA O QUE FOI PUBLICADO SOBRE O CORONAVÍRUS 



 

 

“Apesar dos esforços, comunicação do agro não conseguiu chegar na população e mostrar a importância do segmento”, diz ministra

Agro deve tratar comunicação como 'insumo' e mostrar à sociedade sua importância, dizem produtor e profissionais

Agricultor brasileiro é um dos que menos desmata no mundo

Cadeia produtiva da carne gera mais de 315 mil empregos e faz circular R$ 7 bilhões por ano em todos segmentos do comércio

Valor bruto da produção agropecuária do Estado do Tocantins neste ano deve ser de mais de R$ 9,7 bilhões

 

 

Norte Agropecuário no Rádio aborda queda no abate de gado e balanços econômicos de culturas agrícolas

“Não há políticas públicas de retenção dos bovinos; frigoríficos poderiam estar trabalhando na plenitude da capacidade”, diz Sindicarnes-TO

César Halum dá detalhes sobre realização da Agrotins 2020 de forma virtual 

CLIQUE AQUI E CONFIRA TODAS AS EDIÇÕES DO NORTE AGROPECUÁRIO NO RÁDIO  

Após retração de 3,2% em 2019, Tocantins registra queda de 15% no abate de bovinos no primeiro trimestre deste ano de 2020

Cadeia produtiva da carne gera mais de 315 mil empregos e faz circular R$ 7 bilhões por ano em todos segmentos do comércio

IBGE aponta queda de 3,2% no abate de bovinos no Estado do Tocantins no ano passado

Em três anos, mais de 2 milhões de cabeças de gado “somem” do Tocantins; Estado deixa de arrecadar meio bilhão de reais

Frigoríficos brasileiros abateram 1,019 milhão de bovinos em março; queda é de 47%, aponta Mapa

Recorde de exportações e análise do mercado do boi no Tocantins são destaques do Norte Agropecuário no Rádio na Jovem FM

“Sumiço” de 2 milhões de bovinos, produtividade do milho e técnica para plantio de mandioca são destaques no rádio

Técnica desenvolvida para piscicultura e reabertura do comércio da carne para EUA são destaques do Norte Agropecuário no Rádio

 

 




Reajuste do ICMS dos frigoríficos vai estourar no produtor e no consumidor, diz presidente do Sindicato Rural de Araguaína

AGROVERDADES: CLIQUE AQUI E ASSISTA O FÓRUM DO AGRONEGÓCIO DO TOCANTINS, EM ARAGUAÍNA

Aumento da alíquota do ICMS para frigoríficos transformará carne do Tocantins na mais cara do Brasil, aponta especialista

Cadeia produtiva da carne gera mais de 315 mil empregos e faz circular R$ 7 bilhões por ano em todos segmentos do comércio

Pecuaristas pedem adiamento por 150 dias do início da vigência do reajuste de alíquota do ICMS dos frigoríficos do Tocantins

Reajuste do ICMS para frigoríficos do Estado do Tocantins vai impactar o produtor, afirma pecuarista da região de Araguaína

“Cadeia da carne não se nega a pagar imposto, mas governo não pode virar monstro devorador de indústria”, afirma diretor do SRA

Revogação de benefícios a frigoríficos gera “alto custo” ao setor, impacta no abastecimento e formação de preço, diz juiz

Sem acordo: Governo propõe alíquota de 4,5%, mas frigoríficos querem 1,8%; comissão será criada para estudar o tema 

 








 CLIQUE NOS LINKS ABAIXO E SAIBA MAIS SOBRE O TEMA 

Fator coronavírus: SRA reforça pedido de diálogo com governo e defende redução de impostos para baratear preço da carne

Fieto pede ao governo do Estado suspensão de aumento de ICMS para frigoríficos do Tocantins

Reajuste do ICMS dos frigoríficos pode gerar “fantasma do desemprego”, alta do preço da carne e desabastecimento, diz SRA

CLIQUE AQUI E VEJA A CÓPIA DO COMUNICADO ENVIADO PELO SRA À ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

VEJA NESTE LINK A CÓPIA DA SOLICITAÇÃO DA FAET AO GOVERNO DO TOCANTINS

Produtor pagará a conta, afirma vice-presidente do Sindicato Rural de Araguaína sobre aumento do ICMS para frigoríficos

Pecuaristas pedem adiamento por 120 dias do início da vigência do reajuste de alíquota do ICMS dos frigoríficos do Tocantins

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2020 Norte Agropecuário