Criada em 15/02/2020 às 20h48 | Negócios

Com 25 mil hectares de grãos plantados no Tocantins, Cooperativa Frísia planeja atuar na pecuária e piscicultura

Informação é do superintendente da cooperativa, Mário Dykstra, que participou do 1° Show tecnológico do Cerrado, realizado na tarde desta sexta-feira, 14, na Fazenda Santa Maria, município de Paraíso do Tocantins (TO).

Imagem
Foi inaugurado um novo Centro Demonstrativo experimental, com área total de 14 hectares, sendo 334 faixas de soja, milho e sorgo e seis ensaios de longa duração de gesso e calcário (foto: Thiago Wahlbrink/Divulgação)

A Cooperativa Agroindustrial no Tocantins (Frísia) quer expandir sua atuação no Tocantins. O empreendimento, que possui uma área agricultável de soja, milho e sorgo em torno de 25 mil hectares, sendo um total de 52 cooperados no Estado, pretende atuar nos segmentos de pecuária e piscicultura.

A informação é do seu superintendente, Mário  Dykstra. Segundo ele,  os investimentos dos produtores rurais  na agricultura (soja e milho) deverão alcançar outros segmentos do agro. “Estamos estudando para investir na pecuária de corte e piscicultura, pois sabemos que o Tocantins tem potencial para o agronegócio”, destacou, durante o 1° Show tecnológico do Cerrado, realizado na tarde desta sexta-feira, 14, na Fazenda Santa Maria, município de Paraíso do Tocantins (TO).

VEJA TAMBÉM:

Frísia e Fundação ABC reúnem empresas e profissionais do campo para apresentar produtos, técnicas sobre manejo de pragas

CLIQUE AQUI E LEIA O QUE FOI PUBLICADO SOBRE A FRÍSIA NO NORTE AGROPECUÁRIO

O evento ocorreu em parceria com a Fundação ABC, sediada no Paraná, na qual a Frísia faz parte, tem uma movimentação financeira em torno de R$ 7,3 bilhões por ano, integrando mais de cinco mil filiados e contribuintes. Atua em negócios como leite, carne e grãos, principalmente soja, milho e sorgo.

Na ocasião, a empresa inaugurou um novo Centro Demonstrativo experimental, com área total de 14 hectares, sendo 334 faixas de soja, milho e sorgo e seis ensaios de longa duração de gesso e calcário.

TECNOLOGIA NO CAMPO

“É fundamental dia de campo como este para a disseminação da pesquisa tecnológica no campo, visando alcançar altos índices de produtividade, e a Secretaria da Agricultura é parceira nestes incentivos. Nesta próxima safra vamos bater novamente o recorde de produção ultrapassando os 5 milhões de toneladas de grãos”, disse o secretário César Halum, em seu discurso no 1° Show tecnológico do Cerrado, realizado pela Cooperativa Agroindustrial no Tocantins (Frísia), na tarde desta sexta-feira, 14, na Fazenda Santa Maria, município de Paraíso do Tocantins.

O PRODUTOR

Já o produtor Herman Weigand, que é cooperado da empresa, disse que o sistema cooperativo possui suas vantagens. “O produtor tem a segurança dos produtos no tempo certo com a garantia da qualidade, local de entrega dos grãos, ou seja, nos armazéns da empresa, pois o Tocantins ainda é carente neste segmento”, disse. Ele cultiva soja no município de Pugmil, possui uma área agricultável de 930 hectares de soja, colheu na última safra 2018/19, 65 sacas por hectares, um total de 1.800 toneladas de soja. Nesta  próxima 2019/20 espera uma produtividade maior em torno de 65 sacas por hectare. “A pesquisa tecnológica  existe, e a cada ano, a tendência é o produtor investir para alcançar alta produtividade”, acrescentou. (Com informações da SeagroTO)

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2020 Norte Agropecuário