Criada em 18/03/2020 às 16h58 | Agronegócio

Eventos que movimentaram R$ 160 milhões no Tocantins em 2019, feiras agropecuárias são adiadas para o segundo semestre

Recomendação tem o objetivo de “prevenir a proliferação do novo coronavírus e sua classificação como pandemia, em reconhecimento de que a estratégia de tentar conter a proliferação da doença não está sendo suficiente”, determina a Federação da Agricultura do Tocantins.

Imagem
Decisão é uma “forma de evitar aglomeração de pessoas e, consequentemente, a propagação do novo vírus”, determina portaria da Faet/Senar (foto: Faet/Divulgação)

Portaria número 006, de 17 de março de 2020, assinada pelo presidente do sistema Faet/Senar (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Tocantins/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), Paulo Carneiro, transfere para o segundo semestre do ano as feiras agropecuárias no Tocantins. O ato ainda suspende algumas atividades internas da entidade. Caso a situação se normalize antes, a decisão poderá ser revista. Em 2019, conforme a própria Faet, os eventos movimentaram R$ 160 milhões com venda de gados, maquinas, implementos, veículos e leilões. 

No artigo 2º da portaria, Paulo Carneiro assinala: “Recomendar aos sindicatos rurais o adiamento das feiras agropecuárias para o segundo semestre de 2020 como forma de evitar aglomeração de pessoas e, consequentemente, a propagação do novo vírus”.

Segundo a entidade, a decisão atende as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) “para prevenir a proliferação do novo Coronavírus e sua classificação como pandemia, em reconhecimento de que a estratégia de tentar conter a proliferação da doença não está sendo suficiente”.

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2020 Norte Agropecuário