Criada em 29/11/2021 às 08h53 | Exportações

Exportações de carne do Tocantins para Rússia caem pela metade em 2021

Análise do Norte Agropecuário no Comex Stat, sistema oficial do governo federal para transações comerciais internacionais, mostra que em 2021, por exemplo, a venda de carne bovina tocantinense para a Rússia caiu pela metade em dinheiro (-51%) e 55% em volume.

Imagem
Dos anos nos quais o Tocantins exportou carne para a Rússia no período, os valores de 2021 são os menores, excetuando 2009 e 2007. (Foto: Divulgação)

Daniel Machado
De Brasília (DF)

O imbróglio com as idas e voltas das exportações de carne para a Rússia, maior país territorial do mundo e histórico parceiro comercial dos frigoríficos de Araguaína, traz seus reflexos para o Tocantins.

Análise do Norte Agropecuário no Comex Stat, sistema oficial do governo federal para transações comerciais internacionais, mostra que em 2021, por exemplo, a venda de carne bovina tocantinense para a Rússia caiu pela metade em dinheiro (-51%) e 55% em volume. De janeiro a outubro, o Tocantins vendeu para aquele país 4,3 mil toneladas de carne por US$ 16,1 milhões (quase R$ 90 milhões). No mesmo período do ano passado, o comércio de carne tocantinense para a Rússia tinha alcançado 9,6 mil toneladas por US$ 32,9 milhões (R$ 183,68 milhões).

Dos anos nos quais o Tocantins exportou carne para a Rússia no período, os valores de 2021 são os menores, excetuando 2009 e 2007.

No entanto, cabe destacar que não é sempre que esse comércio de proteína animal iniciado em 2006 ocorre. Em 2018 e 2019 nem um quilo de carne do Estado foi exportada para a Rússia nos primeiros dez meses do ano.

A queda das exportações de carne para a Rússia faz com que o país euroasiático perca espaço na participação entre os maiores clientes do Estado. Enquanto que de janeiro a outubro de 2020 os russos adquiriram 12% de toda a carne tocantinense exportada, o percentual caiu em 2021 para 5%.

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2022 Norte Agropecuário