Criada em 22/06/2022 às 08h51 | Exportações

Exportações de carne do Tocantins ultrapassam R$ 1,1 bilhão em 2022

Impulsionadas pela China, os Estados Unidos também se destacam na compra de proteína bovina do Estado. O crescimento em volume ficou em 24%. Conforme pecuarista, busca pelo mercado externo deve prosseguir por muito tempo.

Imagem
De tudo que o Tocantins vendeu de carne bovina, 68% teve como destino a China, país mais populoso do mundo. (Foto: Divulgação)

Daniel Machado 
De Brasília (DF)

Impulsionadas pela China, as exportações de carne bovina do Tocantins cresceram em 62% em dinheiro de janeiro a maio deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram vendidas para o exterior 3,4 mil toneladas por US$ 215 milhões (1,13 bilhão). O crescimento em volume ficou em 24% e, tanto em quantidade de carne, quanto em dinheiro, os números são disparados os maiores da história para o período.

Diferente do que ocorreu no Brasil, até as exportações de carne tocantinense no mês de maio subiram - 35% em dinheiro e 3% em volume - em relação ao mesmo mês do ano passado. Foram 8,4 mil toneladas comercializadas por US$ 52,5 milhões.

Os dados foram coletados e analisados pelo Norte Agropecuário no Comex Stat, sistema oficial do governo federal para transações comerciais internacionais.

De tudo que o Tocantins vendeu de carne bovina, 68% teve como destino a China, país mais populoso do mundo, principal parceiro comercial do Brasil e, disparado, maior comprador do Estado. Na segunda colocação, aparecem os Estados Unidos, que adquiriu 10%.

Rússia, com 5%, Filipinas, com 4%, e Hong Kong (região especial chinesa com certa autonomia), com 3%, também merecem destaque.

Pecuarista projeta continuidade do aumento das exportações

Para a pecuarista Vivian Machado o aumento das exportações já era esperado e certamente vai continuar acontecendo nos próximos meses. Ela destacou, também, a participação dos Estados Unidos, que já compra 10% da carne exportada pelo Tocantins.

“Temos um novo player, o que é muito importante e traz oxigenação para o mercado”, destacou Vivia. Ela também reforçou a importância da China e destacou que o país seguirá sendo a maior compradora. “Falar da China em primeiro lugar é chover no molhado, né? Ela é e continuará sendo sim a maior compradora. Mas diversificar é preciso e acredito que outros países podem começar a entrar aí na lista em um futuro bem próspero”, salientou Vivian.

A pecuarista frisou que a indústria no Tocantins segue de olho no mercado externo, buscando diariamente se adequar às exigências internacionais. “Não poderia ser diferente. É só olhar o percentual de aumento do exportado em dinheiro, que é quase três vezes maior do que um volume”, pontuou Vivian ao frisar que por causa desses bons preços a busca por exportar seguirá muito forte.

Principais números das exportações de carne do Tocantins de janeiro a maio:
- Dinheiro: US$ 215 milhões (R$ 1,13 bilhão), montante 62% superior ao mesmo período do ano passado
- Volume: 37,4 mil toneladas, quantidade 24% maior do que nos primeiros cinco meses de 2021

Maiores compradores do Estado:
68% - China
10% - Estados Unidos
5% - Rússia
4% - Filipinas
3% - Hong Kong

Clique aqui e ouça a reportagem completa

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2022 Norte Agropecuário