Criada em 11/01/2022 às 06h42 | Exportações

China completa dez anos no posto de maior parceira comercial do Estado do Tocantins

Em recorde absoluto, gigante asiático adquire mais de US$ 1 bilhão do Estado em 2021; economista ressalta importância da China para economia do Estado, mas alerta para a necessidade de evitar super dependência. Economista Gabriel Machado destaca a importância da parceria.

Imagem
“A China é de longe a principal parceira na pauta exportadora. Desde 2017 até agora, o Tocantins vem exportando acima de 50% para lá. Isso torna o país estratégico para o Tocantins”, frisou o economista Gabriel Machado. (Foto: Divulgação)

Daniel Machado
De Brasília (DF)

Maior compradora de soja e de carne bovina do Tocantins, a China completou em 2021 dez anos no posto de principal parceira comercial do Estado. E a marca foi alcançada em grande estilo, ao menos em valores nominais: pela primeira vez na história, o país mais populoso do mundo adquiriu valores superiores a US$ 1 bilhão em produtos tocantinenses.

Conforme Comex Stat, sistema oficial do governo federal para transações comerciais internacionais, foram exatos US$ 1.030.155.610 de vendas do Tocantins para a China. O valor corresponde a cerca de R$ 5,88 bilhões, montante muito maior que qualquer Orçamento inteiro dos municípios do Tocantins e praticamente 60% de toda a arrecadação do governo estadual no ano.

Desde 2012 a China vem sendo a maior compradora de produtos do Tocantins. Além disso, a partir de 2017 os chineses passaram a adquirir mais da metade das exportações do Tocantins.

O pico ocorreu em 2018, quando com mais de US$ 805 milhões a China foi responsável por 67% das exportações tocantinenses. Em 2021, o percentual ficou em 56%, nos anos 2020 e 2019 em 57% e, em 2016, 56%.

Economista destaca importância da China, mas faz alerta para super dependência

O economista, contador e professor universitário Gabriel Machado destaca a importância da parceria com os asiáticos, ressaltando que ela é fundamental para a economia do Tocantins.

“A China é de longe a principal parceira na pauta exportadora. Desde 2017 até agora, o Tocantins vem exportando acima de 50% para lá. Isso torna o país estratégico para o Tocantins”, frisou.

No entanto, ele também faz a ressalva que o Tocantins precisa tentar diversificar a quantidade de parceiros comerciais e de produtos da pauta exportadora para não ficar dependente de apenas um país. “Não podemos ficar tão dependentes de apenas um país. Precisamos agregar valor e exportar para outros”, ressaltou o economista.

Ouça a reportagem completa clicando aqui

Confira, no quadro abaixo, os números das exportações para a China:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2022 Norte Agropecuário