Criada em 06/02/2021 às 08h54 | Negócios

Banco do Brasil ignora questionamentos e não explica exclusão do Matopiba de novas agências exclusivas para o agronegócio

Região tem VBP estimado em quase R$ 70 bilhões, mas foi ignorada completamente pela instituição financeira. Banco do Brasil voltou a ignorar as perguntas e se limitou a mandar um comunicado genérico após repercussão do fato noticiado pelo Norte Agropecuário, com sede na região.

Imagem

 


Clique no ícone acima e ouça a entrevista


Clique no ícone acima e acompanhe a entrevista
 
Clique no ícone acima e assista ao programa 


DANIEL MACHADO
DE BRASÍLIA (DF)

CRISTIANO MACHADO 
DE PALMAS (TO)

Maior instituição financeira de caráter público do país, o Banco do Brasil ignorou completamente o Matopiba (fronteira agrícola composta pelo Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) na abertura de 14 novas agências voltadas exclusivamente ao agronegócio. Questionado formalmente pelo Norte Agropecuário, o Banco do Brasil voltou a ignorar as perguntas e se limitou a mandar um comunicado genérico após repercussão do fato noticiado pelo portal de informação.

Conforme estimativa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o VBP (Valor Bruto da Produção), ou seja, a soma de todas as riquezas produzidas no campo pelos quatro estados, é de quase R$ 70 bilhões.

LEIA MAIS

Banco do Brasil ignora Matopiba ao anunciar plano de abertura de 14 novas agências voltadas ao atendimento do agronegócio

Segundo a nota enviada ao Norte Agropecuário, “o movimento anunciado pelo Banco do Brasil em janeiro contempla a intensificação da sua estrutura especializada para atuação no campo e busca alcançar a marca de aproximadamente 227 mil clientes produtores rurais em modelo de atendimento gerenciado em agronegócios”. Ainda conforme a instituição, serão abertas 14 novas agências especializadas no agronegócio, nos meses de fevereiro e março/21, totalizando 18 agências desse tipo, localizadas em sete estados (MT, GO, MS, MG, SP, PR e RS).

A nota fala da importância dessa medida e não dá uma linha sequer sobre o Tocantins ou os estados do Matopiba. Nos questionamentos, o Norte Agropecuário indagava sobre o motivo da exclusão do Matopiba, o critério para a escolha das cidades e os números do atendimento do banco na região.

Nada disso foi respondido. A nota do banco preferiu falar de números das regiões nas quais as novas agências serão abertas.

IMPORTÂNCIA DO MATOPIBA

O descaso com o Matopiba chama a atenção pelo tamanho do agronegócio e das exportações nesses quatro estados somados. Somente em 2020, essas unidades da federação exportaram mais de R$ 70,4 bilhões (US$ 13,6 bilhões), conforme informações oficiais da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia apurada pelo Norte Agropecuário no Comex Stat. A maior parte de toda essa exportação vem do campo. Além disso, a soma de toda a produção dos quatro estados também beira os R$ 70 bilhões.

Confira, abaixo, as perguntas do Norte Agropecuário e o texto genérico enviado pelo banco:

1) Por que não há nova agência específica nos Estados do Matopiba neste planejamento?

2) O que foi levado em conta para a definição das cidades?

3) Qual é o atendimento prestado pelo banco na região ao agro (em números, por favor)?

O espaço está à disposição para eventuais esclarecimentos.

Confira o comunicado do Banco do Brasil:

O movimento anunciado pelo Banco do Brasil em janeiro contempla a intensificação da sua estrutura especializada para atuação no campo e busca alcançar a marca de aproximadamente 227 mil clientes produtores rurais em modelo de atendimento gerenciado em agronegócios. Serão abertas 14 novas agências especializadas no agronegócio, nos meses de fevereiro e março/21, totalizando 18 agências desse tipo, localizadas em sete estados (MT, GO, MS, MG, SP, PR e RS).

Além disso, foram criadas 276 novas carteiras especializadas agro, alcançando um total de 915 voltadas para o atendimento exclusivo a esse público, distribuídas em todas as regiões do país, em 643 diferentes praças com aproximadamente 2 mil profissionais qualificados para prestar assessoria completa aos produtores rurais.

Nos estados de RS, SC, PR, RO, MG, MT e GO, especificamente, a estrutura foi reforçada e o atendimento especializado cresce em 55%, passando de 433 para 670 carteiras. O modelo vem se consolidando desde 2019, quando iniciado o piloto de agências criadas exclusivamente para o público. Atualmente, são quatro agências especializadas em agronegócios em atividade, nas cidades de Campo Grande (MS), Goiânia (GO), Campo Mourão (PR) e Uberlândia (MG).

O BB avalia constantemente suas unidades de negócios em relação ao potencial de negócios e o volume de utilização pelos clientes. O objetivo é trazer mais eficiência à rede de atendimento do Banco, propiciando recursos para abertura das unidades de atendimento especializado e buscando sempre melhorar a experiência do cliente.

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2021 Norte Agropecuário