Criada em 18/09/2020 às 14h24 | Gado

Balde Cheio potencializa desempenho de propriedades leiteiras e pode ser alternativa para produtores da Amazônia Legal

Os resultados do Balde Cheio e seus desdobramentos nas economias locais estão na programação de palestras do Agrolab Amazônia, que acontece de 22 a 24 de setembro, das 09h às 19h, totalmente virtual.

Imagem
O programa está presente em todas as regiões brasileiras, inclusive em vários estados que fazem parte da Amazônia Legal, como o Tocantins. (Foto: Gisele Rosso - Embrapa)

Aumentar a produtividade e a renda, sem perder o foco no produtor e na sustentabilidade da propriedade. O programa Balde Cheio, da Embrapa, leva soluções tecnológicas para o dia a dia do produtor de leite em todo o Brasil por meio da capacitação continuada de técnicos da extensão rural. “Sem ajuda de um técnico especializado, o crescimento econômico dos produtores será limitado ou incerto”, destaca André Novo, coordenador do programa e chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Pecuária Sudeste, de São Carlos (SP).

Os resultados do Balde Cheio e seus desdobramentos nas economias locais estão na programação de palestras do Agrolab Amazônia, que acontece de 22 a 24 de setembro, das 09h às 19h, totalmente virtual.

Na tarde do dia 24, André Novo vai contar um pouco da trajetória do Balde Cheio, que começou há 22 anos, e mostrar que é possível intensificar a produção pecuária de modo sustentável e com introdução gradativa de tecnologias de acordo com a realidade de cada propriedade.

O programa está presente em todas as regiões brasileiras, inclusive em vários estados que fazem parte da Amazônia Legal, como Acre, Maranhão, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins. É uma oportunidade de negócio sustentável para essa região, tanto na área econômica, como na ambiental e social.

São mais de 1800 famílias produtoras de leite que fazem parte do Balde Cheio, com envolvimento de centros de pesquisa da Embrapa, instituições de assistência técnica e extensão rural (Ater), entidades privadas e órgãos públicos municipais, estaduais e nacionais.

A metodologia potencializa o desempenho e os resultados do trabalho do pecuarista. Segundo André Novo, a produção de leite média brasileira é de menos de 100 litros por dia. No programa, a maioria produz mais de 200 litros por dia.

A Feira do Agronegócio “Conecta Sebrae Agrolab Amazônia” é realizada pelo Sebrae em Rondônia, com envolvimento de todos os Sebrae da Amazônia Legal. O evento 100% digital busca o fortalecimento dos negócios e integração de estratégias de desenvolvimento e sustentabilidade da Amazônia. As inscrições são gratuitas pelo site do evento.

A Embrapa estará presente com um estande virtual e realização de palestras sobre diversos temas voltados à sustentabilidade do agronegócio. (Da Embrapa)

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2020 Norte Agropecuário