Criada em 07/01/2021 às 07h16 | Política brasileira

Presidente da Aprosoja-TO, Dari Fronza faz apelo pela pavimentação da BR-235: “Precisamos de união das lideranças e órgãos ambientais”

Produtor rural destaca que rodovia é fundamental para o escoamento da produção de três estados. “São cerca de 200 quilômetros no Tocantins. Precisamos de união das lideranças, órgãos ambientais”, afirmou o novo presidente da Aprosoja Tocantins.

Imagem


Clique e ouça o pronunciamento 


DANIEL MACHADO

DE BRASÍLIA (DF)

CRISTIANO MACHADO
DE PALMAS (TO)

Em vídeo propagado nas redes sociais, o novo presidente da Aprosoja-TO (Associação de Produtores de Soja e Milho do Tocantins), Dari Fronza, fez um apelo para que toda a classe política do Tocantins se una em prol da obra de pavimentação da BR-235.

Produtor rural no Tocantins, com atuação nos municípios de Monte do Carmo e Silvanópolis, ele fez questão de gravar o vídeo com citação a políticos em geral, inclusive à bancada federal tocantinense formada por oito deputados federais e os três senadores.

O pronunciamento foi gravado em frente de uma lavoura já pronta que, em pouco mais de uma semana, deve começar a ter seus primeiros grãos colhidos dentro de oito dias. “Nós temos uma demanda muito grande por estradas. A rodovia 235 é uma delas”, ressaltou. A rodovia vem do Sergipe e chega até o Tocantins e a demanda pela obra une a Aprosoja-TO, Aprosoja-PI e Aprosoja-MA.

Ele destaca que uma das grandes demandas do Estado se refere às estradas. “A BR-235 foi planejada há mais de 70 anos. Liga o Sergipe, Piauí, Maranhão e Tocantins. São mais de 200 km no Tocantins. É importante união da classe produtora, classe política e órgãos ambientais para o andamento desta obra.”

Fronza, que fez questão de elogiar duas vezes o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), ressaltando a ponte no rio Paranaíba que ajuda na ligação do Piauí com o Maranhão, lembrou que a conclusão da BR-235 é mais do que necessária para o bom aproveitamento da ponte. “Mas de pouco ou quase nada adianta essa ponte se não tivermos a rodovia conclusa. São cerca de 200 quilômetros no Tocantins. Precisamos de união das lideranças, órgãos ambientais”, frisou, ao lembrar que o Nordeste é um importante consumidor do milho produzido no Estado.

A BR-235

Reivindicação antiga da ligação do norte e nordeste do país, a pavimentação da BR-253 volta a ser cobrada por produtores rurais e usuários. A estrada é chamada de portal do Matopiba, a fronteira agrícola formada pelos Estados do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

A via liga Pedro Afonso (TO) a Alto Parnaíba (MA), um importante trecho de escoamento de produção agrícola. Em vídeos propagados nas redes sociais, pessoas que usam o trecho, que compreende o Tocantins, falam em “calamidade”, “transtornos”, “situação caótica” e se queixam do atoleiro. As imagens mostram caminhões e veículos atolados. As pessoas que reclamam cobram empenho de parlamentares e gestores estaduais da região, além de providências do governo federal.

 


Clique e ouça o pronunciamento 


Clique no ícone acima e confira a entrevista do Ministério da 
Economia sobre os dados da balança comercial brasileira. 

 


Clique no ícone acima e ouça o programa


Clique neste link e confira a entrevista
 


Clique no ícone acima e ouvir o programa de rádio



Clique no ícone acima e confira o programa de rádio

 
Clique no ícone acima e ouvir a reportagem

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2021 Norte Agropecuário