Criada em 22/02/2021 às 11h12 | Grãos

Mesmo com dificuldades de logística, colheita de soja começa a avançar; indicador do milho volta à casa dos R$ 84, aponta Cepea

Muitos sojicultores têm pressa em colher a oleaginosa, com o objetivo de conseguir cumprir os contratos. Tradings, por sua vez, estão atentas ao recebimento da soja contratada dentro do prazo–atrasos nas entregas podem limitar os embarques e resultar em multas nos carregamentos portuários.

Imagem


Clique no ícone acima e ouça a entrevista

A colheita de soja começa a se intensificar no Brasil, mas dificuldades logísticas já preocupam agentes consultados pelo Cepea. Além de filas de caminhões em algumas estradas nacionais – como nas de Itaituba (PA), que têm acesso ao porto paraense de Miritituba –, agentes relatam filas de navios também nos portos brasileiros.

Muitos sojicultores têm pressa em colher a oleaginosa, com o objetivo de conseguir cumprir os contratos. Tradings, por sua vez, estão atentas ao recebimento da soja contratada dentro do prazo – atrasos nas entregas podem limitar os embarques e resultar em multas nos carregamentos portuários.

Com isso, a logística para março já está comprometida, e grande parte dos agentes mostra interesse em negociar a soja com entrega apenas a partir do segundo trimestre deste ano.

INDICADOR DO MILHO

Os preços do milho voltaram a subir na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. Capitalizados e atentos ao campo, vendedores do cereal voltaram a se afastar do mercado spot nacional nos últimos dias. Já alguns compradores que precisam recompor parte dos estoques acabam pagando valores maiores por novos lotes.

Ainda assim, os fechamentos de negócios têm sido apenas pontuais. Pesquisadores do Cepea ressaltam que as recentes valorizações do milho também estiveram atreladas a preocupações com os fretes no mercado interno.

Isso porque, à medida que a colheita da soja avança, verifica-se diminuição na oferta de caminhões para transporte de milho. Nesse cenário, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (base Campinas-SP) voltou a operar na casa dos R$ 84/saca de 60 kg no final da semana passada. (Do Cepea)

 

 
Clique no ícone acima e confira a reportagem 


Clique no ícone acima e veja a mensagem
do empresário Bruno Maluly


Clique no ícone acima e ouça a entrevista

  

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2021 Norte Agropecuário