Criada em 15/07/2021 às 17h45 | Agricultura

Com colheita de 4.078.876 sacas, região de Prudente segue como uma das principais produtoras de amendoim do Brasil

Área plantada em 2020 foi de 24.831 hectares. Na atual estimativa, os Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDRs) de Assis, Jaboticabal, Lins, Marília, Presidente Prudente, São José do Rio Preto e Tupã são as maiores regiões produtoras de amendoim do Brasil.

Imagem
No ranking estadual, Prudente e os seus chamados EDRs estão na quarta posição (foto: AgriculturaSP/Divulgação)


Clique no ícone acima e ouça o programa de rádio.

A produção de amendoim segue em destaque em Presidente Prudente e região. Dados obtidos pela coluna Oeste Agropecuário, de O Imparcial, e pelo programa de rádio “Agro & Negócios”, na 101 FM, apontam que o município e as cidades próximas produziram em 2020 o total de 4.078.876 sacas de 25 quilos, em área de 24.831 hectares.

O levantamento engloba os chamados Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDRs) de Andradina, Dracena, Prudente e Venceslau. A regional de Prudente lidera o ranking de 2020. Produziu 2.808.650,00 sacas em 15.226,00 ha.

Na segunda posição entre os quatro está Dracena, com 866.166,00 sacas em 6.569,00. Andradina, terceira colocada, colheu 207.120,00 sacas em 1.685 ha. E, em quarto lugar da região está a EDR de Venceslau, com 196.940 hectares.

NÚMEROS DE PRUDENTE

Em 2019, a área de produção de amendoim da seca, na EDR de Prudente, foi de 173,00 hectares, que resultaram em 34.315,00 sacas de 25 quilos. Já a produção de amendoim das águas em 2019, também por EDR, foi de 15.662,00 hectares e 2.411.166,00 sacas de 25 quilos.

No ranking estadual, Prudente e os seus chamados EDRs (escritórios de Desenvolvimento Regional) estão na quarta posição. Entretanto, estão entre as maiores produtoras do Brasil. As informações são da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de São Paulo.

Na atual estimativa, os Escritórios de Desenvolvimento Rural (EDRs) de Assis, Jaboticabal, Lins, Marília, Presidente Prudente, São José do Rio Preto e Tupã são as maiores regiões produtoras de amendoim do Brasil.

AUMENTO EM SP

Conforme o Instituto de Economia Agrícola (IEA), da Secretaria da Agricultura, o Estado de São Paulo continua sendo o maior produtor nacional de amendoim em grão, respondendo por aproximadamente 90,0% da safra brasileira. A área do amendoim no estado tem previsão de crescimento de 9,3% em relação à safra passada, totalizando 168,4 mil hectares, e de 5,4% na produção, chegando a 658,7 mil toneladas. A expectativa de produtividade é próxima a 156 sacas de 25 kg (3,9 t/ha).

Em São Paulo, essa oleaginosa normalmente entra como opção de rotação com a cana-de-açúcar e, portanto, é importante que suas cultivares sejam de ciclo compatível com a duração do período de rotação do canavial. Aproximadamente 80,0% das lavouras de amendoim são plantadas nos intervalos de renovação da cana-de-açúcar. O amendoim teve na presente safra atraso no plantio em razão das poucas chuvas que ocorreram entre agosto e início de novembro de 2020. Seu efetivo plantio se deu a partir da segunda quinzena de novembro e se estendeu até metade de dezembro de 2020. (Com informações da Secretaria da Agricultura de SP)

CLIQUE NESTE LINK E CONFIRA A COLUNA OESTE AGROPECUÁRIO DESTA SEMANA
 

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2021 Norte Agropecuário