Criada em 09/08/2019 às 16h27 | Pecuária

Agosto Verde: Manejo correto e alimentação de qualidade na pecuária leiteira garantem produtividade e bons rendimentos

As boas práticas na pecuária leiteira vem rendendo ao produtor Dirceu Martins, resultados lucrativos. Ele produz leite e queijo frescal e atribui a boa produtividade às praticas adotadas na propriedade como o uso do silo à base de capim capiaçu no período de estiagem, entre outros manejos.

Imagem
O médico veterinário da Seder, Cláudio Sayão, durante orientação técnica sobre o capim capiaçu. (Foto Regiane Rocha / Prefeitura de Palmas)

Fernanda Mendonça
DE PALMAS (TO)

Na propriedade rural de 5,65 hectares do produtor de leite e queijo frescal Dirceu Martins de Azevedo, as boas práticas no trato dos bovinos estão rendendo resultados exitosos e lucrativos. No local existe um silo feito a partir do uso do capim capiaçu, resultado de um melhoramento genético do capim-elefante, que garante alimento de qualidade para os animais durante o período de estiagem.

Os resultados obtidos na propriedade com o uso do silo e gestão adequada da produção foram apresentados durante o Dia Técnico Sobre Boas Práticas na Bovinocultura Leiteira, na manhã desta sexta-feira, 09, na programação de ações previstas durante o Agosto Verde, evento que objetiva expandir o acesso às tecnologias em prol da sustentabilidade e desenvolvimento da agricultura familiar.


Dia técnico realizado pela Seder apresentou soluções de produção para
os agricultores de Palmas. (Foto Regiane Rocha / Prefeitura de Palmas)

Dezenas de produtores aproveitaram para tirar dúvidas sobre como aumentar o rendimento em suas propriedades. Além disso, o momento contou com a parte de orientação sobre crédito rural, importante instrumento que ajuda a viabilizar e realizar projetos que demandem investimento financeiro. As orientações foram repassadas por representantes do Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Sicoob Credipar, Banco da Amazônia e Banco do Brasil.

Resultados

Com a orientação técnica fornecida pela Secretaria de Desenvolvimento Rural de Palmas (Seder), Martins consegue retirar uma média diária de 85 litros de leite de 10 vacas em intenso período de lactação. E mesmo com a falta de água e secura provenientes da estiagem na região, a produção de leite não caiu, graças ao uso adequado do capiaçu na alimentação do gado.

A plantação do capim ocorreu em uma área de 0,7 hectare, passando pela colheita em maio desde ano. O produtor investiu em torno de R$ 3 mil para o plantio e montagem do silo.

A dinâmica para montagem do silo é bem simples, contando com a preparação do solo, plantio, colheita e estocagem. O material colhido deve ser devidamente compactado, coberto com lona própria para evitar a presença de umidade, e consequente perda do material.


O produtor rural Dirceu Martins de Azevedo diz que as boas práticas no trato dos bovinos
estão produzindo resultados exitosos. . (Foto Regiane Rocha / Prefeitura de Palmas)

Conforme o médico veterinário da Seder, Cláudio Sayão, é essencial o cumprimento de todas as etapas, que garantirão a qualidade do material e evitarão que ele estrague, pois estará acondicionado ao ar livre, apenas coberto e isolado pela lona.

Quanto à gestão da produção, o produtor não deve se preocupar apenas com o alimento fornecido aos animais, mas uma boa localização e qualidade da água, sombra, manejo, composição do rebanho, trato com a pastagem, sanidade animal para evitar doenças, preocupação com o solo e o acompanhamento dos processos e controle das etapas.

Azevedo informa que conseguiu estocar 50 toneladas de capim, que deverão durar em todo de cinco meses. “Mais ou menos há uns 45 dias abrimos o silo para fornecer a comida para o gado. Cada vaca come em torno de 35 kg por dia e as ordenamos pela manhã e no final do dia. Estamos satisfeitos com a produção e desenvolvimento do gado”, comemora.

Programação

Toda a programação do Agosto Verde é gratuita e os interessados em adquirir conhecimento técnico não precisam realizar inscrição, apenas chegar ao local no horário de início.

12/08: Dia técnico sobre meliponicultura  - ETI Fidêncio Bogo

Das 8 às 12 horas/ 14 às 18 horas: Oficina de confecção de caixas para abelhas

13/08: Dia técnico sobre meliponicultura – ETI Fidêncio Bogo

Das 8 às 12 horas: alimentação e manejo de abelhas sem ferrão

14/08: Das 8 às 12 horas - Enxertia de tomate, mudas de jurubeba - ETI Fidêncio Bogo

Das 14 às 16 horas - Oficina de Compostagem – ETI Fidêncio Bogo

15/08: Das 8 às 12 horas - Dia técnico sobre piscicultura – ETI Fidêncio Bogo

20/08: Evento de valorização das mulheres rurais

21/08: Inauguração da Horta de Taquaruçu

22/08: Dia de campo sobre tecnologias rurais sustentáveis - Agrotins

23/08: Curso de produção intensiva de carne a pasto – Embrapa/Agrotins

27/08: Renova Sim – Parque da Pessoa Idosa

28/08: Das 8 às 12 horas - Dia técnico da agroecologia – ETI Fidêncio Bogo

29/08: Workshop sobre plasticultura – ETI Almirante Tamandaré

30/08: Bem-estar animal com foco na avicultura – Chácara Trem da Serra

(Da Secom Palmas)

Tags:

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2019 Norte Agropecuário