Criada em 08/07/2021 às 13h37 | Pecuária

Dieta de confinamento também precisa proteger o fígado dos bovinos; este é o foco de campanha desenvolvida no país

A Campanha de Confinamento 2021 da Trouw Nutrition – responsável pela suplementação de mais de 10% do rebanho bovino confinado no país – tem como foco a saúde do fígado dos animais, que muitas vezes entram no confinamento sem nunca ter recebido suplementação com concentrados.

Imagem
A Campanha de Confinamento 2021 da Trouw Nutrition – responsável pela suplementação de mais de 10% do rebanho bovino confinado no país – tem como foco a saúde do fígado dos animais. (Foto: Divulgação)

“A genética vem evoluindo rapidamente. Os animais de hoje são bem diferentes do que eram há dez anos. A conversão alimentar e a alta produtividade são os carros-chefes dessa transformação. Juntamente com essa mudança, as dietas e os sistemas de produção intensiva se adaptaram para proporcionar não só ganho de peso e consequente desempenho superior, mas também maior retorno econômico e eficiência”, relata João Benatti, gerente de produto para Ruminantes da Trouw Nutrition.

Ao falar dessa evolução, João Benatti destaca que por muito tempo o foco das dietas estava em solucionar um grande problema do confinamento: a acidose ruminal. Anos de pesquisa a campo foram necessárias para o desenvolvimento de estratégias alimentares e manejos eficazes para superar esse obstáculo, mas ele alerta: “existem muitas outras atividades metabólicas acontecendo além do rúmen, assim como outros desafios no confinamento. Os pecuaristas que conseguirem driblá-los estarão à frente no mercado”.

A Campanha de Confinamento 2021 da Trouw Nutrition – responsável pela suplementação de mais de 10% do rebanho bovino confinado no país – tem como foco a saúde do fígado dos animais, que muitas vezes entram no confinamento sem nunca ter recebido suplementação com concentrados, o que acarreta sobrecarga hepática. “A maior exigência do fígado resulta em redução de consumo e, por consequência, baixo ganho de peso, o que compromete o sistema de produção”, assinala Benatti.

Segundo o especialista da Trouw Nutrition, a solução é aumentar a velocidade de reação do fígado, incorporando aditivos na ração que desempenham esse papel. “É aqui que entra o nosso know-how em confinamento. A Trouw Nutrition oferece duas tecnologias inovadoras, verdadeiras divisoras de água no sistema intensivo: Vivalto e IntelliBond®. O primeiro é um complexo de vitaminas B protegidas da degradação ruminal, que atua como co-fator enzimático, ativando e otimizando a ação das enzimas que participam do metabolismo hepático e de nutrientes, como glicose, aminoácidos e lipídeos, auxiliando no aumento do desempenho produtivo. IntelliBond® é uma solução exclusiva, fonte de hidroximinerais de maior disponibilidade, estáveis e que não causam oxidação da gordura e vitaminas lipossolúveis e sem prejuízos para a atividade das bactérias ruminais”.

Para a Campanha de Confinamento 2021, que vai até agosto, a novidade é BellPeso Vivaz Avance, núcleo mineral para dietas de terminação enriquecido com monensina, tamponantes, vitaminas e, claro, a tecnologia de Vivalto e IntelliBond®. A solução garante ganho de carcaça, melhor eficiência alimentar e performance. “Os números mostram que o uso dessa tecnologia aumenta a expressão de proteínas relacionadas ao metabolismo energético e também a capacidade antioxidante do fígado”, explica João Benatti, apresentando como comprovação científica estudo realizado na Unesp-Jaboticabal e Universidade Federal de Viçosa, de forma inédita.

Em 2 experimentos, um a campo e outro na UNESP/Jaboticabal, comparando um grupo de bovinos com dieta controle (uso de núcleo mineral comum) e um grupo suplementado com Vivalto e IntelliBond®. O resultado revelou que os animais deste último grupo aumentaram o ganho em carcaça em mais de 5 kg e 11kg, respectivamente, com cerca de 90 dias de confinamento, quando comparados ao grupo controle.

“O fornecimento de BellPeso Vivaz Avance é o caminho eficiente para garantir não só ganho de peso superior, mas também suportar os processos que não são visíveis, que acontecem em nível de tecido animal. Olhar com atenção para o fígado dos animais confinados é novo e pouco explorado, mas o resultado já é comprovado, com a aumento no ganho de carcaça durante a fase de confinamento”, constata João Benatti. (Da Texto Assessoria)

CLIQUE NESTE LINK E CONFIRA O QUE FOI PUBLICADO SOBRE SICREDI 


Clique no ícone acima e assista a entrevista

“Modelo cooperativo é diferencial para concessão de crédito a produtores rurais com menos burocracia”, afirma executivo

Agricultores devem encontrar nos bancos agilidade e eficiência na liberação de crédito para fomentar a produção no campo


Clique no ícone acima e assista a entrevista

 






Clique no ícone acima e ouça a entrevista

Clique no ícone acima e ouça a entrevista

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2021 Norte Agropecuário