Criada em 20/04/2017 às 17h28 | Agricultura

Tocantins: Com área plantada de 2,6 mil hectares, agropecuarista de Aparecida do Rio Negro testa novas variedades de soja

A fazenda Serra Dourada, em Aparecida do Rio Negro, tem 2,6 mil hectares plantados, sendo boa parte com variedade testada na propriedade. Este ano, duas novas variedades passam por testes.

Imagem
Na fazenda estão sendo testadas duas variedades, uma de ciclo longo e outra de clico curto (foto: Aprosoja/Divulgação)

Novas variedades de soja estão sendo testadas para garantir mais eficiência e produtividade nas lavouras tocantinenses. A fazenda Serra Dourada, em Aparecida do Rio Negro, tem 2,6 mil hectares, 16 deles correspondem a uma área de testes criada pelo engenheiro agrônomo e diretor técnico da propriedade, Sérgio dos Santos.

Na fazenda estão sendo testadas duas variedades, uma de ciclo longo e outra de clico curto. A primeira, com 130 dias, tem tido bons resultados. “Ela tem um engalhamento muito bom, que chamamos também de cachopa. Esta cultivar apresenta bom vigor e não tem problema de acamamento”, explica Santos.

A variedade de ciclo curto é mais baixa que a outra e tem folhas apontadas para cima. “Ela apresenta vagens de quatro grãos também, um pequeno percentual, mas tem. Um peso de mil sementes alto, acima de 180 gramas. Por isso apostamos nela para ver se conseguimos aumentar a produtividade na fazenda”, comenta o agrônomo.

“O potencial da variedade em situações de plantio direto, como feito nesta fazenda, é muito maior do que quem faz só o cultivo mínimo ou nem isso. Conseguem transmitir o potencial da variedade em cima da situação que ele tem no momento”, afirma o consultor técnico do Projeto Soja Brasil, Áureo Lantmann.

Santos conta que, na fazenda Serra Dourada, já é tradição testar novas variedades todas as safras, tanto que dos 2,6 mil hectares cultivados com soja, boa parte foi plantada, pelo segundo ano, com uma variedade que já passou pela área de experiência e que nesta safra vai garantir uma média alta, com pelo menos 70 sacas por hectare. “Ela expressou muito bem o seu potencial este ano, então a esperança é que dê esta produtividade alta”, finalizou Santos. (Com informações Canal Rural/Aprosoja)

Voltar

Comentários


Deixe um comentário

Redes Sociais
2017 Norte Agropecuário